Já sou cliente!

CLIQUE AQUI

 (11)3254-1000
 4001-7070
(11) 98855-7665

Reformas lideram uso dos créditos no consórcio de serviços

O consórcio de serviços vem ganhando cada vez mais espaço, principalmente devido às múltiplas possibilidades de uso dos créditos

Em 1950, o setor de serviços respondia por 49,8% do PIB brasileiro. Em 2021, essa participação bateu 70%, gerando mais de 1,2 milhão de empregos. O consórcio de serviços vem ganhando cada vez mais espaço, principalmente devido às múltiplas possibilidades de uso dos créditos. É destaque a utilização em reformas residenciais, como mostra pesquisa da ABAC.

De acordo com recente pesquisa da assessoria econômica da ABAC, com empresas que atuam nesse segmento, as reformas residenciais foram a preferência de 75,5% dos consorciados. 

Na sequência, empatados com 1,6%, ficaram turismo/viagens e saúde/estética; com 0,5% educação; com 0,4% festas e eventos; e com 0,3% serviços odontológicos e oftalmológicos. Mais usos, como assessoria jurídica, informática, segurança, blindagem e instalação de ar condicionado em caminhões frigoríficos, alarmes residenciais, entre outros, somaram 20,1%.

Ao aderirem a grupos de prazo médio de 47 meses de duração, os homens foram maioria com 43,5%, contra 39,9% das mulheres. Houve ainda 16,6% de presença de pessoas jurídicas. Nas faixas etárias, predominaram os participantes de 31 a 45 anos, com 47,8%, seguidos pelos acima de 45 anos, com 30,6%, e pelos de 18 a 30 anos, com 21,6%. 

O levantamento mostrou que os contratos tinham crédito médio de R$ 25 mil, variando de R$ 5 mil até R$ 118 mil, e taxa mensal de administração média de 0,44%. 

Os índices de atualização de créditos e de mensalidades mais presentes nos contratos, visando a preservação do poder de compra, são: IPCA, com 41,7%; INPC, com 25,0%; IGPM, com 25,0%; e IPC, com 8,3%.

Participantes crescem quase 300% em cinco anos

Nos últimos cinco anos, os totais de participantes ativos avançaram 276,8%, partindo dos iniciais 52 mil, em dezembro de 2017, para 195,93 mil, no mesmo mês de 2021.

Já em adesões, de 2017 a 2020, o volume foi crescente. Contudo, com as turbulências provocadas pela Covid-19, registrou-se retração em 2021, o que não impediu a alta de 154,8% em relação a 2017. 

O consórcio de serviços é o segmento mais recente do Sistema, embora tenha como embrião grupos referenciados em bilhetes de passagens aéreas, em 1993. Ele foi criado com a edição da Lei 11.795, que permitiu a contratação de serviços de quaisquer naturezas, como viagem, festa de casamento, pequena reforma, intercâmbio, tratamento odontológico, cirurgia plástica etc.


Fonte: ABAC



26/05/2022